15 janeiro 2006

O que é um "intelectual"?

Há quem se considere um “intelectual”. Ser "intelectual" gera um certo status hoje em dia. É quase sempre sinônimo de “inteligente”, ou, “QI-acima-da-média”. Na maioria das vezes os “intelectuais” para serem considerados intelectuais usam alguns artífices da linguagem. Em seus escritos usam uma linguagem obscura e opaca, para disfarçar idéias e palavras vázias de conteúdo. Possuem de forma muito avançada, esse talento comum aos advogados, entusiastas de computadores e filósofos alemães, que consiste em tornar o basicamente simples fantasticamente complexo.


“Nunca entendi muito bem o que é um intelectual. É alguém que pensa? Todo mundo pensa, mesmo que precise fazer um esforço. É alguém que tem idéias novas, que vive do que pensa? A perfeita descrição de um vigarista profissional também. Alguém que lê muito? Ler muito, dependendo do tipo de livro, pode substituir o pensamento. Certos livros fazem com a mente o que o respirador artificial faz para o pulmão, enchem de ar para ele pensar que está funcionando. Um erudito não é necessariamente um intelectual. Cultura não é inteligência e inteligência não é cultura e agilidade mental poder ser um dom performático, como mexer as orelhas. Se você se declarar um intelectual e alguém disser “prove”, o que é que você vai fazer?”

Luís Fernando Veríssimo

1 Comments:

At 8:35 AM, Anonymous Fábio said...

Pô... muito legal a meditação! Nunca tinha parado para pensar nisso!=]
Aquele abraço brodi!

 

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home