28 fevereiro 2006

Um pouco de Teologia



“Em verdade, em verdade te digo que, se alguém não nascer de novo, não pode ver o reino de Deus.”Jo 3.3

“...ele nos salvou mediante o lavar regenerador e renovador do Espírito Santo...” Tt 3.5

Regeneração – O novo nascimento

É o ato pelo qual Deus muda a disposição do coração humano, que estava morto em seus delitos e pecados. Dá nascimento a uma nova vida(“nascer de novo”), ressuscitando o pecador da morte espiritual para a vida espiritual, da incredulidade para a fé. Essa ação do Espírito Santo torna o homem apto ao exercício da fé em Cristo. É uma obra unicamente do Espírito Santo, não necessitando da cooperação humana. Homens mortos não cooperam com a graça.

“Anteriormente, o pecador não desejava e não estava inclinado a
escolher a Cristo, mas agora ele não apenas deseja mas está ansioso por escolher Cristo. O pecador não é arrastado a Cristo contra a sua vontade ou forçado a escolher algo que não quer escolher.” R.C.Sproul


A regeneração precede a fé

Parece estranho, mas é verdade. A fé vem depois da regeneração. A fé é uma resposta humana a obra do Espírito Santo no seu interior.

É impossível para o ser humano crer na obra de Cristo sem antes ter o seu coração mudado(regenerado), porque este está morto em seus delitos e pecados(Ef 2.5). O homem não é capaz assim de crer em Cristo sem antes nascer de novo(Jo 3.3). A fé é um ato humano(Deus não crê por nós), mas também é um dom de Deus(Ef 2.8), com o qual deslumbramos a maravilhosa graça de Deus e irresistivelmente cremos. Não deve-se confundir regeneração com santificação(esse é um assunto para um próximo post).

Ensinaram esta doutrina Agostinho, Martinho Lutero, João Calvino, Jonathan Edwards, George Whitefield e até o grande teólogo medieval Tomás de Aquino, entre outros.

A regeneração e a salvação

A regeneração faz parte da obra de salvação. É uma das partes cabidas ao Espírito Santo. Além de propiciar a salvação dos pecadores na obra expiatória de Cristo, o próprio Deus muda o coração do homem e o capacita a crer irresistivelmente em Cristo e na sua obra redentora. Essa é a chamada Doutrina da Graça, segundo a qual os méritos da salvação do homem pertencem somente a Deus. É um dos lemas da Reforma – Sola Gratia!

Em post posterior eu continuo sobre a obra de salvação, pelo menos eu espero.

Que Deus no abençoe!!

Ufa! Consegui atualizar o blog...

1 Comments:

At 10:24 AM, Anonymous Paulo Sacramento said...

Bom demais esse post Lelê. É bom que eu tô apredendo uns conceitos de teologia. Valew!

 

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home